Responsáveis da educação debatem nova proposta da política do livro.

A recolha de contribuições válidas de diferentes individualidades para a proposta da Política do Livro Escolar juntou quarta-feira responsáveis do Gabinete Provincial da Educação do Uíge e organizações da sociedade civil, com vista a melhoria e enriquecimento do documento.

O encontro foi orientado pelo técnico do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação (Inide), Evaristo Abel.

A Política do Livro Escolar vai abranger os manuais de todos os níveis do ensino geral do subsistema de Educação Pré-escolar, Ensino Geral, Formação de Professores, Técnico-Profissionais e Educação de Adultos que serão de utilização obrigatória nas instituições de ensino públicas, particulares e comparticipadas.

O director provincial do Uíge do Gabinete da Educação, Manuel Zangala, destacou a importância da realização do encontro para o enriquecimento do documento, tendo exortado a contribuição dos participantes no enriquecimento da proposta, com vista a melhoria do ensino e aprendizagem no país. (Angop)

Outras Notícias